English
Gold Cafés
CONHEÇA MAIS SOBRE NOSSO CAFÉ
O QUE É CAFÉ ÁRABICA?

Coffea Arabica é uma espécie rica em aroma, muito perfumada, doce e ligeiramente ácida.


Originária da etiópia, a planta é bastante delicada e necessita de tratamentos intensos. O habitat ideal de cultivo situa-se entre 600 e 2000 metros de altitude: quanto maior a altitude, mais chances de obtenção de excelentes qualidades organolépticas dos grãos.


Este grão possui numerosas variedades, como Bourbon, Catimorra, Mundo Novo, Caturra, Catuai, entre muitos outros.

O QUE SÃO CAFÉS ESPECIAIS?

São os melhores grãos produzidos na propriedade, ou seja, “micro lotes” com pontuação sensorial igual ou acima de 80 pontos nos padrões de qualidade e por ser uma bebida considerada mole ou estritamente mole.

O QUE SÃO MICRO-LOTES?

Todo o esforço para produzir o melhor café do mundo, que inclui investir numa boa semente, bom terroir e bom manejo, acaba concentrado em poucos pés de café, que rendem sacas contadas. São elas que, ao serem garimpadas por compradores exigentes, receberão um perfil de torra minucioso e um preparo irrepreensível. Esse microlote de café que chega ao consumidor, raro e limitado, é produzido em um ou poucos talhões de uma fazenda.

ENTENDA MAIS SOBRE O PROCESSO DA TORRA
Torra Clara

Acentua acidez e aroma com suavidade do sabor. Ameniza o amargor e o corpo. A torra clara preserva mais os óleos aromáticos (grãos permanecem secos), mas acentua a acidez da bebida ao mesmo tempo que produz um café gourmet menos encorpado.

Torra Média

Ponto de equilíbrio entre várias características como acidez, aroma e amargor. Normalmente acentua o corpo. Porém, o café gourmet começa a ficar menos encorpado com torras mais escuras.

Torra Escura

Café menos ácido, mais amargo e menos encorpado. Torra mais escura deixa o café gourmet mais amargo o que pode ser confundido com um café “mais forte”. Porém, a torra muito escura pode “queimar” o café, acentuando muito o amargor e praticamente eliminando a acidez e o corpo.

ENTENDA MAIS SOBRE AS REGIÕES PRODUTORAS
Mapa Paraná
Norte do Paraná

Seu passado é conhecido pela glória e recordes de produção de café. Nas décadas de 1950 e início de 1960, por exemplo, ela viveu sua fase de maior extensão no estado. Devido à redução dos estoques mundiais, os preços internacionais foram muito favoráveis naquele período, incentivando o aumento do plantio de café. O Paraná era o principal produtor de café até o mês de julho de 1975, quando a geada negra dizimou as plantações do estado.


Com estas mudanças, o que era volume (quantidade) se transformou em produto especial. Cafeicultores adaptaram novas técnicas e investem em qualidade, resultando em um café especial cuja produção é mais eficiente.

Mapa Minas Gerais
Cerrado Mineiro

O cerrado mineiro é a primeira região produtora de café demarcada no Brasil, ganhando status semelhante às famosas regiões produtoras de vinho.


Seu terroir é ideal para a produção de cafés especiais: apresenta altitude entre 800m e 1.300m e conta com estações climáticas bem definidas (com verão úmido e inverno ameno e seco). Em sua grande maioria, as plantações utilizam diferentes sistemas de irrigação e o café é geralmente seco em terreiros ao sol.

Mapa São Paulo
Mogiana

Se destaca pela produção de cafés arábica em grande escala e pelas bebidas com características estritamente mole, mole, apenas mole e dura. A temperatura média de 20ºC facilita a cultura do café, mas seu solo arenoso necessita correções e adubações com mais freqüência que outras áreas produtoras.


A cultura do café foi introduzida nessa região há 200 anos. A grande maioria de suas fazendas compreende pequenas propriedades, que desfrutam de uma infra-estrutura excelente com acesso fácil a tecnologia, mão-de-obra qualificada, com boas rodovias que facilitam o transporte da produção. Daí se explica a facilidade em produzir cafés finos.

Mapa Bahia
Cerrado Baiano

Clima tropical, solo bem drenado e pivô de irrigação são alguns pontos que permitem o café ser plantado em áreas de pouca chuva no Oeste da Bahia. Grande parte da plantação de café desta região é irrigada por poços e as chuvas recarregam com abundância o subsolo de água.

A região do Oeste, onde está a vegetação de cerrado, se caracteriza pela produção de cafés com menor acidez.

Mapa Minas Gerais
Sul de Minas

Sua produção prodigiosa colocou este pedaço de Brasil no mapa internacional como o principal produtor de café do mundo.


Curiosamente, esta região é a maior produtora de café do mundo! Lá, se concentra o maior número de árvores de café plantadas por metro quadrado. Sua elevada altitude e temperatura média anual facilitam a produção de cafés encorpados, com sabores ácidos levemente cítricos e com aromas frutados.

Mapa Minas Gerais
Zona da Mata Mineira

A região se tornou uma das primeiras a focar a produção de cafés socialmente justos e ambientalmente corretos.


A incidência de luz, colheita seletiva de grãos maduros, o uso de água tratada na lavagem e no descascador de cereja, o bom manejo da secagem em terreiro e o descanso do café em pergaminho, são fatores que propiciaram a produção de bebidas de alta qualidade com nuances de aroma e sabores ricos.

Mapa Espírito Santo
Montanhas do Espírito Santo

A cultura cafeeira em solos capixabas começou na segunda década do século XIX e contou com bastante influência do Rio de Janeiro. As plantas de café chegaram pelo sul e, aos poucos, se consolidou como atividade no Espírito Santo.

investimentos foram feitos para aumentar a tecnologia empregada nas lavouras e melhorar utilização de irrigação. Houve também a migração das plantações para o alto dos morros. Esses elementos colaboraram para que a qualidade dos cafés produzidos no Espírito Santo aumentasse expressivamente.

Mapa Pernambuco
Agreste Pernambucano

O Agreste de Pernambuco se consolida, cada vez mais, como o grande produtor de café do estado. A região é responsável por 85% da produção. O clima proveniente das cidades em locais altos são fatores essenciais para o bom produto. Seis municípios são os polos responsáveis pela produção: Taquaritinga do Norte (como maior produtor); Garanhuns; Brejão; Paranatama; Saloá e Jurema.

INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS

Informações Nutricionais